segunda-feira, 24 de setembro de 2018

TSE disponibilizará aplicativo que mostra apuração em tempo real

A ferramenta irá possibilitar também que o usuário selecione qual a abrangência da pesquisa, se é nacional ou estadual
Foto: José Cruz/Agência Brasil/

A Justica Federal irá disponibilizar em 2018 uma versão atualizada do aplicativo ‘Apuracão 2014’, desta vez com o nome ‘Resultados 2018’, que mostrará a apuracão dos votos em tempo real.
Em 2014 o aplicativo, disponivel para os sistemas Android e IOS, foi baixado por 2,7 milhões de dispositivos. Nele os eleitores podeão pesquisar o desempenho de um determinado candidato através da consulta nomina ou até por dados mais nacionais.

A ferramenta irá possibilitar também que o usuário selecione qual a abrangência da pesquisa, se é nacional ou estadual.

Anatel envia alertas sobre bloqueio de celulares piratas em 10 estados

Bahia será incluída na segunda parte da operação que tem início em janeiro de 2019


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deu início neste domingo (23) ao envio de alertas sobre bloqueio de celulares piratas em 10 estados brasileiros.

A tática adotada pelo órgão é para identificar os celulares irregulares e bloquear o uso. Para a Anatel os celulares piratas são aqueles que não tem o certificado da agência ou tiveram o IMEI (número que funciona como identificação única do aparelho) adulterado, clonado ou fraudado.

Entre os estados que irão receber o alerta estão: Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia, Tocantins e todos os estados da Região Sul.

A mensagem será enviada pelo número 2828 com um alerta sobre a Lei 9.472 e sobre um prazo específico em que o aparelho deixará de funcionar. O bloqueio está previsto para o dia 8 de dezembro.

A próxima fase da operação irá acontecer no dia 7 de janeiro de 2019, quando a Bahia e todos os estados da Região Nordeste serão incluídos no processo, além de São Paulo, Minas Gerais, Pará, Amazonas, Amapá e Roraima.

Nesta segunda intervenção o bloqueio dos aparelhos acontece a partir do dia 24 de marco de 2019

Rui Costa e Haddad firmam compromisso de revitalizar o São Francisco

"Vamos dar uma vitória maiúscula a Fernando Haddad, que já assumiu o compromisso de fazer a revitalização e salvar o nosso Velho Chico", disse Rui


Em campanha pelo norte da Bahia neste domingo (23), o candidato à reeleição do governo do Estado pelo PT Rui Costa, reafirmou o seu compromisso em revitalizar o São Francisco.

“Vamos dar uma vitória maiúscula a Fernando Haddad, que já assumiu o compromisso de fazer a revitalização e salvar o nosso Velho Chico”.

O candidato esteve presente na região ao lado de Fernando Haddad, candidato à Presidência da República pelo PT, reiterou a proposta de Rui Costa falando sobre a importância dos baianos no momento da transposição.

“Os baianos foram generosos em ceder a água do São Francisco para a transposição, mas nós vamos intensificar a recuperação das nascentes do São Francisco. Não vamos deixar esse rio morrer jamais, e por isso nós temos que desassorear o rio. Tem regiões do rio que estão assoreadas e temos que recuperar a mata, porque sem a recuperação da mata e sem tirar a areia e o lixo que estão no rio, esse rio corre risco. Temos que compreender a importância dele, pois esse rio é o coração do país”.

O encontro que aconteceu as margens do Rio São Francisco sobre a ponte que liga Juazeiro ao município pernambucano de Petrolina e contou ainda com a participação dos candidatos a governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), e Piauí, Wellington Dias (PT), e a senador, Jaques Wagner (PT), Angelo Coronel (PSD) e Humberto Costa (PT).

Ainda neste domingo, às 18 horas, o destino da caravana Correria pela Bahia é a cidade de Bom Jesus da Lapa.

(Bahiaba)

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Parcela de eleitores que liga Lula a Haddad sobe de 39% para 64%, aponta Datafolha

Desde que Fernando Haddad foi oficializado candidato do PT, no último dia 11, a parcela dos eleitores que dizem conhecê-lo subiu de 65% para 74%, e dos que sabem que ele é o nome apoiado pelo ex-presidente Lula cresceu de 39% para 64%.

Os números são da última pesquisa Datafolha, feita entre os dias 18 e 19, com 8.601 pessoas em 323 municípios, e divulgada nesta quinta-feira (20). O levantamento, registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-06919/2018 e encomendado pela Folha de S.Paulo e a pela TV Globo, tem margem de erro de dois pontos e nível de confiança de 95%.

Haddad, no entanto, ainda é menos conhecido que os outros quatro candidatos mais bem posicionados na disputa. Segundo a última pesquisa, 91% dizem conhecer Marina Silva (Rede), enquanto 87% afirmam saber quem é Geraldo Alckmin (PSDB) e 86%, Jair Bolsonaro (PSL) e Ciro Gomes (PDT).

Na pesquisa divulgada nesta quinta, Bolsonaro lidera as intenções de voto, com 28%, seguido de Haddad, com 16%, e Ciro, 13%. O fato de ainda não ser conhecido por um quarto dos eleitores, no entanto, pode ser positivo para Haddad, representando um espaço onde o petista ainda pode crescer na reta final do primeiro turno, em 7 de outubro.

Entre eleitores indecisos, por exemplo, Haddad é o candidato menos conhecido dos cinco mais bem colocados nas pesquisas —44% não sabem quem o petista é. Ciro, seu principal concorrente entre o eleitorado de esquerda, só não é conhecido por 18% dos indecisos.

A parcela dos eleitores que declaram que seu voto poderia ser influenciado por um apoio do ex-presidente Lula permaneceu praticamente inalterada no último mês. Hoje, 50% dizem que não votariam em um candidato ungido pelo petista, enquanto 33% o fariam com certeza e 16% talvez optassem por essa opção.

O Nordeste é a única região em que mais da metade dos eleitores (53%) diz que o apoio seria certamente determinante na sua escolha.

Entre os indecisos, 60% dizem que podem votar —sendo que 45% votariam com certeza— em um nome indicado por Lula. No mesmo grupo, no entanto, 68% ainda não sabem quem Lula apoia em 2018.

As faixas etárias e de renda mais influenciadas pelo apoio de Lula também são as que menos sabem que Haddad é o seu nome na disputa.

Entre os eleitores com ensino fundamental, 47% votariam com certeza de acordo com a orientação do ex-presidente, mas 49% não sabem que o ex-prefeito de São Paulo é esse candidato. No grupo com renda mensal menor a dois salários mínimos, os índices são de 45% e 40%, respectivamente.

INTERESSE NA ELEIÇÃO

A pesquisa divulgada nesta quinta também revelou um aumento do interesse dos brasileiros pelas eleições no último mês. A pouco mais de duas semanas do primeiro turno, 43% dos entrevistados disseram ter grande interesse no pleito, contra 35% em 21 de agosto.


Revista britânica chama Bolsonaro de “ameaça da América Latina”

O presidenciável Jair Bolsonaro foi classificado em matéria de capa da revista britânica 'The Economist', publicada nesta quinta-feira (20), como "a mais recente ameaça da América Latina". Segundo a publicação, o candidato seria "um presidente desastroso".

A capa mostra uma fotografia estilizada do candidato com as cores do Brasil. Os dizeres "Bolsonaro Presidente" aparecem sobrepostos à imagem de Bolsonaro. Ao lado, a chamada: "Latin America's latest menace" (a mais recente ameaça da América Latina).

O texto diz que Bolsonaro é o mais recente em um "desfile de populistas". O texto compara o candidato do PSL a políticos de diferentes matizes do espectro político, como Donald Trump (presidente dos Estados Unidos) e Rodrigo Duterte (presidente das Filipinas), Matteo Salvini (premiê da Itália) e Andrés Manuel López Obrador (presidente eleito do México).

Na matéria, a "The Economist" afirma que a América Latina "já experimentou mistura de autoritarismo na política com economia liberal", mencionando o conselheiro econômico de Bolsonaro, Paulo Guedes.

A revista cita a ditadura chilena de Augusto Pinochet (1973-1990) como um exemplo dessa combinação em que, diz o texto, "abriu terreno para a atual prosperidade relativa no Chile, mas sob um terrível custo humano e social".

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Pesquisa Ibope: Rui Costa, 60%, José Ronaldo, 7%; veja os números

A pesquisa Ibope encomendada pela TV Bahia, e divulgada nesta terça-feira (18), aponta um crescimento expressivo do governador Rui Costa (PT), que lidera isoladamente com 60% das intenções de voto. O segundo colocado é Zé Ronaldo (DEM), com 7%. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Foram ouvidos 1.008 pessoas de 15 a 17 de setembro. 
Rui Costa (PT): 60%
José Ronaldo (DEM): 7%
João Henrique (PRTB): 2%
Marcos Mendes (PSOL): 1%
Célia Sacramento (Rede): 1%
João Santana (MDB): 1%
Orlando Andrade (PCO): 1%
Brancos/Nulos: 17%
Não sabe: 10%
O registro no TRE  tem o número 01723/2018. Já o registro no TSE é de 03445/2018. O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro. Foram entrevistados 1008 eleitores entre ontem e hoje. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos.
Confira o comparativo dos números da pesquisa atual com a divulgada em agosto.



segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Sem apoio financeiro do próprio partido, Cabo Daciolo deve desistir de candidatura

Com o cenário de desconfiança, o deputado federal deve tentar se reeleger na Câmara
O candidato à Presidência da República, Cabo Daciolo, ainda não recebeu nenhuma doação de campanha do partido dele, Patriota, e a previsão é que ele desista da candidatura até a próxima segunda-feira (17). Segundo informações da coluna Expresso, da Época, com o cenário de desconfiança, o deputado federal deve tentar se reeleger na Câmara.


O site oficial de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais mostrou que todo o dinheiro arrecadado por Daciolo até agora, foi doado por meio de financiamento coletivo, somando uma quantia de R$ 9.100,26.

O jornal Gazeta do Povo chegou a afirmar, inclusive, que o presidente do partido, Adilson Barroso, teria aconselhado Daciolo a desistir da corrida à Presidência, caso não alcançasse ao menos 5% das intenções de voto. Das pesquisas registradas até o momento, o candidato aparece apenas com 1% das intenções.

Foto: Marlene Bergamo / Folhapress

Pesquisa CNT/MDA traz Bolsonaro na liderança com 28,2%, Haddad aparece em segundo com 17,6%

O resultado indica crescimento nas intenções de voto para o deputado, que aparecia com 18,3% na última edição da pesquisa, divulgada em agosto


A pesquisa CNT/MDA para a Presidência da República, divulgada nesta segunda-feira (17), aponta a liderança do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) com 28,2% da preferência do eleitorado. Ele é seguido por Fernando Haddad (PT), com 17,6%, e Ciro Gomes (PDT), com 10,8%.

O resultado indica crescimento nas intenções de voto a Bolsonaro, que aparecia com 18,3% na última edição da pesquisa, divulgada em agosto.

O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, é o quarto colocado na pesquisa, com 6,1% das intenções de voto, e aparece tecnicamente empatado com Marina Silva (Rede), que tem 4,1%.

João Amoêdo (Novo) tem 2,8%, e é seguido por Alvaro Dias (Podemos), com 1,9%, Henrique Meirelles (MDB), com 1,7%, Cabo Daciolo (Patriota) e Guilherme Boulos (PSOL), ambos com 0,4% e Vera (PSTU), com 0,3%. Eymael (DC) e João Goulart Filho (PPL) não pontuaram.

Brancos e nulos somam 13,4%. Outros 12,3% declararam-se indecisos.

Segundo turno – Nas simulações para o segundo turno entre Bolsonaro e Haddad, o candidato do PSL aparece com 37,8% das intenções de voto, contra 35,7% do petista. Se a disputa for entre Bolsonaro e Ciro Gomes, a pesquisa indica 37,8% dos votos para Ciro, contra 36,1% do militar reformado.

Contra Geraldo Alckmin, Bolsonaro aparece com 38,2%, enquanto o tucano tem 27,7%. Em cenário que coloca Marina Silva no segundo turno, Bolsonaro lidera com 39,4%, enquanto a ex-ministra tem 28,2%. Em cenário que coloca Ciro e Haddad frente a frente, o primeiro aparece com 38,1%, enquanto o petista pontua com 26,1%.

A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais, com 95% de nível de confiança. O levantamento foi realizado com 2002 entrevistados em 137 municípios, entre os dias 12 e 15 de setembro, e foi registrada no TSE com o número BR-04362/2018.

Toffoli rebate Bolsonaro sobre fraude na urna: ‘Tem gente que acredita em saci’

'Em relação a isso, eu digo que ele [Bolsonaro] sempre foi eleito pela urna eletrônica', afirmou presidente do STF


O ministro Dias Toffoli, que assumiu a presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) na semana passada, afirmou nesta segunda-feira (17) que as urnas eletrônicas são totalmente confiáveis e auditáveis.

Ele rebateu o argumento de Jair Bolsonaro (PSL) de que as eleições podem ser fraudadas. O presidenciável afirmou, em transmissão ao vivo no Facebook, no domingo (16), que o PT poderia fraudar as eleições como um “plano B” diante da prisão do ex-presidente Lula.

“Tem gente que acredita em saci-pererê”, ironizou Toffoli. “Em relação a isso, eu digo que ele [Bolsonaro] sempre foi eleito pela urna eletrônica”, completou o presidente do Supremo, ao ser questionado por jornalistas.