terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Agora é oficial: Novo Chiclete com Banana tem Khill no vocal

Agora é oficial. A banda Chiclete com Banana anunciou oficalmente, nesta terça-feira (16), o cantor Khill, ex-vocalista da Patchanka, como a nova voz do Chiclete. Conforme antecipado pelo BNews, o nome de Cristiano Santos, conhecido como Khill já vinha sendo especulado e, em dezembro deste ano, um dos sócios da Chiclete, Rey Gramacho, conversou com o site sobre o futuro da Chiclete com Banana. "Ele está à disposição e existe sim esta possibilidade", afirmou Rey quando questionado sobre a vinda do cantor, já deixando no ar que o martelo tinha sido batido. No último dia 13, o BNews cravou a informação, ainda que não divulgada de forma oficial pela banda. 
Hoje, através do instagram, o Chiclete com Banana deu as boas vindas ao cantor e escreveu: 

É isso ai... A raiz tá no chão, tá no gueto, tá na cor do corpo e da alma. Tá na mudança pra o que der e vier. 

Chic é ser Chiclete. Chicleteiro por inteiro no mundo da dança, que vem do menino filho do bem, que desce rasgando dançando e cantando no meio da multidão. 

Se quiser falar, sinta-se à vontade, fale o que quiser mas nos deixe passar porque a verdade está de pé. Não existe bandido nem mocinho, herói ou vilão existe sim o tempo certo de dar a volta no mundo para pular o seu muro. Sem muitas delongas, acredite, “NÃO É MERENGUE NÃO É LAMBADA É CHICLETE COM BANANA”, que segue, que vive e que muda. 
É vida. É paixão. É batida forte do coração que quer o bloco e o povo na rua furando o chão. 
Nada de teorias, nem filosofias o corpo pede ação e nós queremos dar o tom dessa cantoria porque a levada sempre foi lavada com água benta do senhor do Bomfim.
Bem-vindo KHILL! 
Chiclete com Banana
#chicletecombanana #chiclete

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

ALAGOINHAS: Servidores farão protesto contra empresa Rod e prefeitura, por demissão em massa nesta terça-feira (16)

Desde a última terça-feira (9/1), a Prefeitura de Alagoinhas administrada pelo médico Joaquim Neto (DEM), e a desconhecida empresa terceirizada Rod, responsável pela contratação de agentes de limpeza e merendeiras, anunciaram a demissão de vários trabalhadores. Em contato com o site Luciano Reis Notícias na tarde desta segunda-feira (15/1), Michele Portuga diretora do Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza de Alagoinhas e região (Sindilimp/Agreste), confirmou as demissões. Embora não tenha precisado um número, ela informou que devem ser aproximadamente 80 trabalhadores demitidos. 


Os servidores farão um manifesto ás 8h30 desta terça-feira (16/1) em frente a sede da Prefeitura de Alagoinhas. Os manifestantes contam com a participação de mais de cem pessoas no ato. "É uma falta de respeito da empresa Rod com pais e mães de famílias de Alagoinhas. Vamos soltar a voz na porta da prefeitura. Queremos saber quem está por trás dessas demissões, se é o prefeito Joaquim Neto ou algum secretário que trabalha próximo a ele. Quando descobrir vamos revelar o nome na imprensa e nas redes sociais", disse uma servidora que prefere não se identificar ao Luciano Reis Notícias. 

Luciano Reis Notícias

Em nota, APLB/Inhambupe diz que salário dos professores de dezembro será parcelado


A Coordenadora da APLB de Inhambupe, Janete Souza, lançou na tarde deste sábado (13) uma nota nas redes sociais relativa ao atraso dos salários dos servidores da educação, em específico dos professores. 
Em nota, Janete disse que a proposta da gestão foi pagar os proventos de dezembro em 4 vezes devido falta de recursos, mais que poderia antecipar as parcelas assim que o recurso esperado, uma restituição,  entrasse na conta.
Em nome da APLB, Janete disse em nome da base que não concorda, mas até o momento está engolindo com muita indignação. 
Veja abaixo na integra a nota da APLB/Inhambupe:

NOTA DA APLB/SINDICATO SOBRE A ASSEMBLÉIA EXTRAORDINÁRIA 12/01/18.                                    
Caros Profissionais da Educação, a pauta discutida na Assembleia, foi a proposta da gestão em relação ao pagamento do salário de dezembro. Informou-nos que o pagamento de dezembro 2017, seria parcelado em 04 vezes, iniciando em fevereiro até maio. Apresentou ainda, que com o recurso que entrou no dia 10/01/18, e os subsequentes decênios desse mês, seriam para pagar o mês de janeiro integral até o quinto dia útil de fevereiro, junto com a primeira parcela de dezembro, para os profissionais dos 60%, professor..., e para os profissionais dos 40%, porteiro, auxiliar, servente..., receberão os salários de dezembro e janeiro integrais. Falou ainda, que quitaria com o Banco os consignados dos funcionários referente ao mês de dezembro. Concluiu o ofício, que poderia antecipar as parcelas assim que o recurso esperado, uma restituição,  entrasse na conta. Sobre o terço de férias, inicialmente será pago no mesmo formato do ano passado, por lote assim que quitar as parcelas. Após toda essa exposição, apresentei para a categoria presente, os estudo e investigação feita sobre os recursos da prefeitura e infelizmente, no momento seria razoável aguardar. Ressaltando * A REVOLTA, O REPÚDIO, A INDIGNAÇÃO DE TODA  CATEGORIA COM A GESTÃO*, pois a falta de um planejamento do início dessa gestão, sabendo que o município apresentava problemas de recursos, que era o momento de ações drásticas de economia, reduzir despesas...ações vitais para estabelecer uma saúde financeira e administrativa no nosso município.  Foi questionado sobre os aluguéis de vários imóveis pela cidade da prefeitura, contratações de profissionais que já são aposentados, gratificações dos cargos comissionados e outras práticas que o povo vem acompanhando, porém mais uma vez recai no trabalhador as consequências de uma MÁ GERÊNCIA DO MUNICÍPIO e em especial nos trabalhadores da educação. Se tem que sacrificar, o justo teria que ser PARA TODOS. Trabalhamos para sobreviver, viver dignamente... EMBORA NÃO CONCORDEMOS COM A PROPOSTA, NOS

Prefeitura de Inhambupe emite Nota sobre atraso no pagamento dos Servidores municipais

A assessoria de Comunicação da Prefeitura de Inhambupe lançou uma Nota Pública no último sábado sobre o atraso dos salários dos professores e demais servidores, logo após o Sindicato dos Professores - APLB ter lançado também uma nota sobre algumas decisões.
A nota a seguir assinada pelo Secretário de Fazenda e Planejamento, Deraldo Borges, relata a grave situação financeira pela qual o município atravessa, descrevendo valores de receitas e despesas.
Vejam a nota na íntegra:
NOTA PÚBLICA
A prefeitura de Inhambupe, por meio da Secretaria de Fazenda e Planejamento, com o objetivo de prestar esclarecimentos sobre a situação salarial dos professores, categoria que não teve os vencimentos pagos no mês de dezembro de 2017, por conta da grave situação financeira pela qual o município atravessa, vem a público apresentar todos os dados referentes aos recursos (repasses) e às despesas na área da Educação, nos anos de 2016 e 2017.

É de conhecimento de todos que os recursos oriundos das transferências do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB vêm, a cada ano, sofrendo reduções nos repasses por parte do Governo Federal, ao passo que as despesas com a Educação vêm aumentando. No ano de 2016, as receitas com o FUNDEB fecharam em um montante de R$ 24.348.561, 40, já em 2017, o valor foi de R$ 23.501,656,04. Observemos aí, que de um ano para o outro, a diferença no valor do repasse chega a R$ 846, 903,36.

Sendo assim, para um melhor entendimento, seguem os dados das folhas do FUNDEB dos anos de 2016 e 2017: Em 2016, as despesas com as folhas do FUNDEB 60/40 representaram um valor de R$ 26.443.538,05. Subtraindo os valores, Receitas X Despesas, os números em 2016 apresentam o déficit de R$ 2. 094.976,65, que tiveram de ser complementados com recursos próprios.

Já em 2017, as despesas apresentadas com as folhas do FUNDEB 60/40  foram de R$ 30.788.753,21. Subtraindo os valores, Receitas X Despesas, os números nesse ano apresentam uma diferença negativa de R$ R$ 7.251.340,46, valores que novamente tiveram que ser complementados com recursos próprios.

Diante do exposto, observamos que os valores creditados na conta do FUNDEB durante o ano de 2017, ainda que complementados com outros recursos, não foram suficientes para efetuar os pagamentos dos salários da categoria em questão.

Vale lembrar que, além da área da Educação, o município tem necessidade de investimentos em outras áreas essenciais como Saúde, Assistência Social, Limpeza Pública, Transporte Escolar, manutenção de vias etc, porém, o grave desequilíbrio financeiro que afeta o município tem inviabilizando todas as atividades essenciais, fazendo-nos demandar um esforço imensurável para restabelecer as finanças públicas.

Em decorrência das dificuldades financeiras, o município fechou o exercício do ano de 2017 sem recursos nas contas do FUNDEB, e nesse ponto, é importante informar que mesmo se a gestão recorresse aos valores da transferência do FUNDEB do ano de 2018 para pagar os salários de Dezembro de 2017, estaria legalmente impedida por força do art. 21 da Lei 11.494/2007. Vejamos o que diz a LEI:     
  
DA UTILIZAÇÂO DOS RECURSOS

Inhambupe registrou 0% em Crimes Violentos Letais Intencionais 2017, diz Batalhão da PM

O 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM) divulga os resultados estatísticos das operações e policiamentos ocorridos durante o ano de 2017. Com sede na cidade de Alagoinhas (BA), o 4º BPM comandado pelo Tenente Coronel PM Jarbas Carvalho de Oliveira Junior, abrange também os municípios de Araçás, Aramari, Ouriçangas, Inhambupe, Itanagra e Sátiro Dias. 


Resultados estatísticos de 2017 –
Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI)-2017:


Municípios
· Araçás-Redução de 28,6%
· Aramari-Aumento de 16,7%
· Alagoinhas-Redução de 20,7%
· Inhambupe-0%
· Itanagra-Redução de 100%
· Sátiro Dias-Aumento de 28%

No ano de 2017, o 4º Batalhão de Polícia Militar efetuou entre Alagoinhas e os municípios subordinados a unidade, 154 armas apreendidas-216 veículos de duas e quatro rodas recuperados-216 ocorrências com drogas. Houve uma redução de 17,5% dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), gerando um resultado de menos vinte e quatro mortes. 
  
A cidade de Alagoinhas apresenta números absolutos:
· 2016-87
· 2017-69

Redução de 18 homicídios, menos 20,7%

“Enfatizamos que as estatísticas demonstram o excelente desempenho do efetivo do 4º BPM. Agradecemos toda tropa pelo comprometimento com a Segurança Pública e ressaltamos que trabalhamos ainda no ano de 2017 com os Projetos Sociais, Combate a Poluição Sonora, Dia das Crianças, Lavajem da Igreja em Inhambupe, Marcha para Jesus em Alagoinhas, Expo Alagoinhas, Prevenção a Violência Contra Mulher, Trânsito em Paz, Natal Solidário, Resgate de Crianças, realizamos o 80º aniversário do 4º Batalhão de Polícia Militar, a Operação Conjunta com a Polícia do Exército e o Programa Educacional de Resistência ás Drogas (PROERD), os quais de forma preventiva auxiliam e muito no combate a criminalidade”, destacou o Tenente Coronel Jarbas Carvalho. 

Informações do site Luciano Reis

domingo, 14 de janeiro de 2018

Joelma e namorado estariam “animando” a noite dos vizinhos em apartamento no RJ

Barulhos, gritinhos e sussurros podem ser escutados durante toda a madrugada

A cantora Joelma está namorando o empresário Alessandro Cavalcante há dez meses e parece que as coisas andam de vento em popa no relacionamento do casal.

De acordo com o Jornal Extra, no prédio em que Alessandro mora, na rua Alberto de Campos, em Ipanema, o comentário que se espalha é que os dois tem animado as noites do edifício. Barulhos, gritinhos e até sussurros podem ser escutados durante toda a madrugada.

Joelma, que tem residência fixa no Recife, tem frequentado bastante o Rio de Janeiro por conta do namoro, que anda tão sério que até as reuniões de negócio Alessandro já participa com a amada.

CASO ENCERRADO: Após prender mais cinco, polícia desmonta quadrilha de roubo a banco

Equipes da Polícia Civil encerraram as ações de uma quadrilha de assaltantes de banco quando prenderam, na tarde de sábado (13/1), em Feira de Santana, mais cinco criminosos. O quinteto foi localizado após a captura, anteontem, de uma dupla de ladrões, Kelson e Magnun, natural de Rondônia.

Entre os presos estão Thiago Carneiro de Carvalho e Diógenes Teles Milcent Pereira que entraram em confronto com as forças de segurança e conseguiram escapar momentâneamente. Completam a quadrilha e lista de capturados Francisco José Silva Carneiro de Assis Andrade, Jislane Santos Barbosa e Eli Carolina Moreira Amparo.

Na residência utilizada pelo bando, localizada no bairro Vila Olímpia, foram encontrados cerca de R$ 1 mil (cédulas manchadas por dispositivo de segurança da agência em Alagoinhas), 800 folhas de cheques em branco do Banco do Brasil e dois documentos de identidade falsos.

Participaram da desarticulação total da quadrilha efetivos da Coordenação de Operações Especiais (COE), 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Feira de Santana), Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR/Feira de Santana) e Rondas Especiais (Rondesp) Leste.

aratuonline

sábado, 13 de janeiro de 2018

Ex-vocalista da Patchanka é confirmado como novo cantor do Chiclete com Banana

O que antes era apenas especulação se confirmou neste sábado (13). Khill, ex-vocalista da banda Patchanka, é o novo cantor do Chiclete com Banana. A informação ainda não confirmada oficialmente, mas já é dada como certa nos bastidores do axé. O artista ocupará o posto deixado por Rafa Chaves, que assumiu a banda após a saída de Bell Marques.


Em dezembro do ano passado, um dos sócios da Chiclete, Rey Gramacho, conversou com o BNews sobre ofuturo da banda.
"Esta história vem há quatro anos e tudo começou quando o Gabriel Cruz, sócio da Barão Produções, nos procurou para a Barão agenciar o Chiclete. Algumas pessoas presenciaram isso e logo ligaram ao nome de Kill, já que a Barão agencia o cantor. O que existe hoje são duas coisas diferentes. Uma é a negociação sobre a Barão agenciar o Chiclete e outra sobre a vinda de Kill para a banda. Quando a Barão nos procurou ela disse que Kill está à disposição e existe sim esta possibilidade", afirmou Rey, fazendo questão de deixar claro que nenhum contrato foi assinado, ainda.

 (Do Bocão News)

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Com mais chuvas, safra de grãos da Bahia cresce quase 50%

Depois de um 2016 marcado por perdas significativas na lavoura, devido à seca causada pelo fenômeno climático El Niño, a Bahia apresentou em 2017 crescimento de 42,6% na produção de grãos em relação ao ano anterior. O aumento da produção, revelado em estimativas divulgadas ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), se deu principalmente em razão das chuvas que caíram, sobretudo, na região Oeste do estado.

A estimativa de 2017, atualizada em dezembro, para a safra baiana de cereais, leguminosas e oleaginosas (grãos), totalizou 8.078.077 toneladas – em 2016,  a produção foi de 5.665.096 toneladas. Com esse resultado, a Bahia foi responsável por 44,7% de toda a produção de grãos da Região Nordeste em 2017. Outras regiões do estado, contudo, continuam sendo afetadas pela seca.


As estimativas de 2017 indicam recuperação: na safra de 2014, a Bahia produziu 7,409 milhões de toneladas, número que caiu para 5,938 milhões de toneladas em 2015, de acordo com a Secretaria de Agricultura (Seagri).

Dos 34 produtos investigados pelo IBGE na Bahia, 13 tiveram safra maior em 2017: cereais, leguminosas e oleaginosas, feijão, milho, café conilon, soja, sorgo, arroz, milho, amendoim, mandioca, cebola, abacaxi e coco-da-baía. No Oeste da Bahia, as cidades mais produtoras são Barreiras, Luis Eduardo Magalhães, São Desidério e Formosa do Rio Preto.

Na região também há plantação de café arábica e conilon. Enquanto a produção do tipo arábica teve queda de 22,6% em 2017, por conta da estiagem dos últimos cinco anos, a colheita do conilon vem se recuperando após o bom volume de chuvas no ano passado. Segundo a Associação de Produtores de Café da Bahia (Assocafé), as lavouras do Extremo Sul devem produzir mais de 2 milhões de sacas em 2018.

Na liderança
 
As produções que mais cresceram no estado, segundo o IBGE, são as de feijão 2ª safra (233,83%); milho 2ª safra (150,98%) e café conilon (144,68%). Estima-se que cerca de 90% dos grãos produzidos pela Bahia em 2017 sejam oriundos do Oeste, o que equivale a 7,27 milhões de toneladas. A região produz a totalidade da soja baiana, quase 97% do algodão e 70% do milho. Segundo o Ministério da Agricultura, de janeiro a outubro, o complexo da soja (grão, farelo e óleo) da Bahia exportou 3,6 milhões de toneladas a 1,3 bilhão de dólares. Em 2016, as exportações foram de 2,4 milhões de toneladas. Neste ano, os produtores do grão pretendem ampliar a área produtiva em cerca de 5% – de 1,580 milhão de hectares para 1,6 milhão.

De acordo com analistas, a principal razão para o crescimento é o aumento do índice de chuvas no Oeste, que faz parte da maior fronteira agrícola do Brasil, o Matopiba, composto pelos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. O assessor de agronegócios da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Luiz Stalke, explica que a distribuição das chuvas foi melhor. “A diferença de chuvas nem foi tão grande entre 2016 e 2017: de 900 milímetros para pouco mais de mil. Mas, em 2017, elas foram bem mais distribuídas”, disse.

“Chuva era o que faltava para termos esse crescimento. Os produtores da região já possuem o domínio da produção, usam tecnologias de ponta. Nós vínhamos de uns cinco anos ruins, sem chuvas, que além de poucas eram mal distribuídas”.

Queda na inflação