segunda-feira, 17 de junho de 2019

João de Deus construiu ‘império’ com extorsão e lavagem de dinheiro, diz MP

O órgão se baseia em dois relatórios do Coaf, além de e-mails entre integrantes do grupo, depoimentos de testemunhas e escrituras de imóveis


Apontado como chefe de uma organização criminosa e réu em oito processos por violência sexual, o médium João de Deus construiu um “império” por meio de extorsão de fiéis, lavagem de dinheiro e crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, aponta o Ministério Público de Goiás.

O órgão se baseia em dois relatórios do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), com detalhes sobre transações milionárias nas contas do médium e seus aliados, além de e-mails entre integrantes do grupo, depoimentos de testemunhas e escrituras de imóveis.

Segundo as investigações, João de Deus pode ter acumulado ilegalmente mais de R$ 100 milhões, em mais de 30 anos. Com informações do Globo.

domingo, 16 de junho de 2019

Paraguai abre 2 a 0, mas leva empate do Catar

As duas seleções dividem a segunda colocação do grupo B da Copa América, com um ponto

Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

Paraguai e Catar empataram em 2 a 2 neste domingo (16), no Maracanã, em jogo da primeira rodada do grupo B da Copa América.

As duas seleções dividem a segunda colocação do grupo, com um ponto, enquanto a Colômbia lidera, com três. A Argentina é a última colocada, sem pontuar.

Os paraguaios abriram o placar logo no começo do jogo, aos três minutos, em pênalti convertido por Cardozo. Derlis Gonzáles ampliou para os sul-americanos, com um belo chute de fora da área, aos 10 minutos do segundo tempo.

Também em bonito arremate de longe, Almoez Ali descontou para o Catar, aos 22. O empate veio nove minutos depois, com chute de Khouki que Rojas ainda tentou tirar, mas sem sucesso.

sábado, 15 de junho de 2019

Com R$ 22 milhões arrecadados, Brasil X Bolívia tem maior renda da história

O jogo de estreia da Copa América 2019, entre Brasil e Bolívia, teve a maior renda anunciada na história do futebol brasileiro. Foram mais de R$ 22 milhões arrecadados, com público pagante de 46.342. A média de preço dos ingressos foi cerca de R$485.

O valor superou o jogo entre Brasil x Chile das últimas eliminatórias, na Arena Palmeiras. O dinheiro fica 100% com o COL, o Comitê Organizador Local da Copa América.

O total de público presente foi de 47.260.

Com informações do G1 

The Intercept: Moro sugeriu à Lava Jato ação contra ‘showzinho’ de defesa de Lula

Novas mensagens, divulgadas pelo veículo na sexta-feira (14), mostram o então juiz orientando procuradores sobre nota à imprensa

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O site de notícias The Intercept Brasil divulgou, na noite dessa sexta-feira (14), uma nova troca de mensagens entre o ministro da Justiça e Segurança Pública e ex-juiz, Sergio Moro, e procuradores da Lava Jato. Nas conversas, aparecem o então juiz, o coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, e o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima. 

Os diálogos tornados públicos apontam que Moro sugeriu aos procuradores que emitissem uma nota à imprensa para rebater o que chamou de “showzinho” da defesa de Lula após o depoimento do ex-presidente à Lava Jato sobre o caso do triplex do Guarujá, em 2017. A nota deveria expor o que o MPF considerou contradições na fala de Lula.

De acordo com The Intercept, essa é “mais uma evidência de que Moro atuava como uma espécie de coordenador informal da acusação no processo do triplex”.

Nas mensagens divulgadas pelo site, o então juiz diz às 22h12 do dia 10 de maio de 2017: “Talvez vcs devessem amanhã editar uma nota esclarecendo as contradições do depoimento com o resto das provas ou com o depoimento anterior dele”. Em seguida, às 22h13, Moro completa: “Por que a Defesa já fez o showzinho dela”.

Após debate entre Dallagnol e Santos Lima, os procuradores decidiram emitir uma nota à imprensa. No dia seguinte, 11 de maio, o MPF publicou um texto para expor o que julgaram serem contradições de Lula, como havia indicado Moro. 

Na nota, os procuradores afirmavam que, entre as contradições, estavam “a imputação de atos à sua falecida esposa, a confissão de sua relação com pessoas condenadas pela corrupção na Petrobras e a ausência de explicação sobre documentos encontrados em sua residência”.

Na época, a defesa de Lula reiterou que ele era inocente e declarou que ele conseguiu provar isso no depoimento. O ex-presidente afirmou que não era dono do triplex. Entretanto, em julho de 2017, o então juiz Sergio Moro condenou Lula pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do imóvel.

quinta-feira, 13 de junho de 2019

CONTAS REFERENTES AO ANO DE 2017 SÃO APROVADAS POR UNANIMIDADE NA CÂMARA DE INHAMBUPE

Os inhambupenses têm mais um bom motivo para se orgulharem e confiarem ainda mais no trabalho realizado pela gestão do prefeito Fortunato Costa, mais conhecido como Nena.  É que as contas do ano de 2017 foram aprovadas por unanimidade. Isso significa compromisso com o povo e responsabilidade com as finanças públicas.
Desde quando iniciou a gestão, encontrou enormes obstáculos ao longo do caminho, mas não foram suficientes para desanimar a equipe de governo. Ao contrário, tornaram-se mais um estímulo, os mesmos que motivaram Nena à administrar  essa cidade. Contrariado com a situação que o município se encontrava, assumir a prefeitura de Inhambupe foi uma questão de honra, para ver sua cidade novamente em desenvolvimento. Foi então que juntamente com sua equipe, arrumou a casa e agora começa a colher os bons frutos desse trabalho realizado com compromisso e responsabilidade. E vem mais por aí.

ASCOM/INHAMBUPE

GILMAR DIZ QUE CONDENAÇÃO DE LULA SERÁ ANULADA E QUE MORO E DALLAGNOL SÃO CRIMINOSOS

“O chefe da Lava Jato não era ninguém mais, ninguém menos do que Moro. O Dallagnol, está provado, é um bobinho. É um bobinho. Quem operava a Lava Jato era o Moro”, disse o ministro do Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, à revista Época. “Eu acho, por exemplo, que, na condenação do Lula, eles anularam a condenação”.
"Mendes viu até a prática de um crime nas conversas vazadas. 'Um diz que, para levar uma pessoa para depor, eles iriam simular uma denúncia anônima. Aí o Moro diz: ‘Formaliza isso’. Isso é crime', avaliou Mendes, referindo-se a um trecho das mensagens em que Dallagnol escreveu que faria uma intimação oficial com base em notícia apócrifa, diante da negativa de uma fonte do MPF de falar", aponta ainda a reportagem. “Simular uma denúncia não é só uma falta ética, isso é crime.”
(Reuters) - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, voltou a acompanhar o presidente Jair Bolsonaro em um evento público após a revelação de supostas mensagens trocadas por Moro com procuradores quando era juiz da Lava Jato, ao comparecerem juntos a jogo do Flamengo em Brasília na noite de quarta-feira.
Bolsonaro e Moro vestiram a camisa do clube carioca e foram aplaudidos pela torcida do Flamengo, que formava a imensa maioria dos presentes no estádio Mané Garrincha para o jogo do Campeonato Brasileiro. O Flamengo venceu por 2 x 0.
Na terça-feira, Moro e Bolsonaro tiveram um primeiro encontro, no Palácio da Alvorada, após a publicação de reportagens no domingo pelo site Intercept Brasil que mostraram uma suposta colaboração entre o então juiz da Lava Jato e os procuradores da operação, e depois o presidente e o ministro participaram lado a lado de uma cerimônia militar. 
O presidente e o ministro voltaram a se reunir na quarta-feira, desta vez com a presença também do diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo.

BOLSONARO DIZ QUE O QUE MORO FEZ ‘NÃO TEM PREÇO’

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) minimizou nesta quinta-feira (13) os efeitos do vazamento de mensagens do ministro Sergio Moro (Justiça) em que o ex-juiz federal tenta interferir no trabalho de procuradores no âmbito da Operação Lava Jato.
"O que ele [Moro] fez não tem preço. Ele realmente botou para fora, mostrou as vísceras do poder, a promiscuidade do poder no tocante à corrupção", disse o chefe do planalto após evento no Palácio do Planalto.
Uma das reportagens do Intecept apontou que Moro "sugeriu trocar a ordem de fases da Lava Jato, cobrou novas operações, deu conselhos e pistas e antecipou ao menos uma decisão, mostram conversas privadas ao longo de dois anos". No diálogo com Dalagnol pelo aplicativo Telegram ele escreve: "Talvez fosse o caso de inverter a ordem da duas planejadas". "Não é muito tempo sem operação?", questionou.
De acordo com Bolsonaro, Moro "faz parte da história do Brasil" e o processo do triplex em Guarujá (SP) contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não foi forjado. Mas, conforme outra matéria do Intercept, Dallagnol duvidava da existência de provas contra Lula, acusado de ter recebido um apartamento da OAS como propina.
"No dia 9 de setembro de 2016, precisamente às 21h36 daquela sexta-feira, Deltan Dallagnol enviou uma mensagem a um grupo batizado de Incendiários ROJ, formado pelos procuradores que trabalhavam no caso. Ele digitou: 'Falarão que estamos acusando com base em notícia de jornal e indícios frágeis… então é um item que é bom que esteja bem amarrado. Fora esse item, até agora tenho receio da ligação entre petrobras e o enriquecimento, e depois que me falaram to com receio da história do apto… São pontos em que temos que ter as respostas ajustadas e na ponta da língua'", diz o site.

segunda-feira, 10 de junho de 2019

Inhambupe será sede da 19ª edição da Brasil Cup entre 24 de junho a 02 julho


De 24 de junho  a  02 de julho, a cidade de Inhambupe vai ser sede da  19ª edição da Brasil Cup de Futebol de Campo, organizada pela ASCONE EVENTE e realizada através da Secretaria de   turismo, esporte e lazer e do município. 

Ao todo serão 27 escolinhas representantes dos estados de Sergipe, Alagoas, Bahia, Pernambuco, Piauí, Maranhão, nas categorias Sub 13, Sub 15, Sub 17 e Sub 18.

Os jogos serão realizados no Estádio Municipal  Ângelo Magalhães, nos turnos da manhã e tarde. 

  A realização da Brasil Cup tem como principal objetivo em revelar talentos, dando a oportunidade para adolescentes e jovens da região e estados envolvidos de serem avaliados por observadores de grandes clubes brasileiros.

OAB RECOMENDA AFASTAMENTO DE MORO

A OAB acaba de recomendar o afastamento de Sergio Moro.
O Conselho Federal da OAB, composto por conselheiros de cada unidade de federação, se reuniu hoje para analisar o caso das mensagens vazadas de Sergio Moro e da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.
No entendimento da OAB, o afastamento dos envolvidos é necessário "especialmente para que as investigações corram sem qualquer suspeita".
Leia a íntegra da nota:
"O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Colégio de Presidentes de Seccionais, por deliberação unânime, manifesta perplexidade e preocupação com os fatos recentemente noticiados pela mídia, envolvendo procuradores da república e um ex-magistrado, tanto pelo fato de autoridades públicas supostamente terem sido “hackeadas”, com grave risco à segurança institucional, quanto pelo conteúdo das conversas veiculadas, que ameaçam caros alicerces do Estado Democrático de Direito.
É preciso, antes de tudo, prudência! A íntegra dos documentos deve ser analisada para que, somente após o devido processo legal – com todo o plexo de direitos fundamentais que lhe é inerente –, seja formado juízo definitivo de valor.
Não se pode desconsiderar, contudo, a gravidade dos fatos, o que demanda investigação plena, imparcial e isenta, na medida em que estes envolvem membros do Ministério Público Federal, ex-membro do Poder Judiciário e a possível relação de promiscuidade na condução de ações penais no âmbito da operação lava-jato. Este quadro recomenda que os envolvidos peçam afastamento dos cargos públicos que ocupam, especialmente para que as investigações corram sem qualquer suspeita.
Fonte:Epoca